Dicas de iluminação: as 10 melhores ideias para sua casa ou escritório

Confira neste artigo uma lista com as 10 melhores dicas de iluminação e deixe seu ambiente mais charmoso:

1. Cores diferentes trazem sensações diferentes
2. Alguns pontos de luz podem “cegar”
3. Verifique o formato das lâmpadas
4. Para cada cômodo um tipo de luz
5. Lustres + mesa de jantar
6. Pontos de luz com abajures e spots
7. Focos de luz em objetos de decoração
8. Luz com variação de intensidade também no quarto das crianças
9. Iluminação clara aumenta o espaço
10. Crie linhas horizontais

A iluminação é parte essencial na decoração. As duas devem estar equilibradas e alinhadas para que a sua casa fique mais bonita, aconchegante e confortável.

Mas colocar em prática um projeto que envolve luzes é um assunto que ainda gera muitas dúvidas. Como aumentar ou diminuir o espaço visualmente? Que tipo de luminária usar? Combina com o conceito geral da decoração?

Para responder a essas e a outras questões, trouxemos dicas de iluminação em 10 ideias para você começar a aplicar hoje mesmo!

Dicas de iluminação: você sabe o que é a luminotecnia?

As dicas de iluminação que vamos dar a seguir são baseadas nos princípios da luminotecnia.

A luminotecnia ou luminotécnica consiste em estudar maneiras de aplicar a luz artificial em ambientes internos e externos, com base em textura, cores, tamanho do ambiente e objetivo do projeto de decoração, fazendo o uso eficiente da luz e criando diferentes sensações para cada pessoa.

Com a luminotecnia é possível melhorar o visual dos ambientes, trazendo mais bem-estar para quem transita ou utiliza esses lugares.

E você não precisa ser um especialista para deixar a sua casa mais bonita por meio da iluminação. Basta seguir as dicas abaixo e transformar seus ambientes!

Dicas de iluminação: começando o projeto!

As primeiras dicas de iluminação apresentadas referem-se à etapa inicial no projeto de luminotecnia. Afinal, antes de começar a organizar e definir onde as luzes serão usadas, é preciso entender como elas podem funcionar dentro de um ambiente, evitando gastos desnecessários e retrabalho.

1 – Cores diferentes trazem sensações diferentes

Quer um ambiente aconchegante ou sóbrio? A cor da iluminação vai fazer toda a diferença. Cores mais frias, como o azul ou a luz branca, são indicadas para locais que precisam de muita luz, como escritórios e salas comerciais. Já para quem busca espaços mais aconchegantes, os tons mais quentes funcionam melhor.

2 – Alguns pontos de luz podem “cegar”

Na hora de escolher os pontos, pense na intensidade da luz e quais locais do cômodo ela vai refletir. Se a iluminação for muito forte ou direcionada para um objeto que dá muito reflexo, as pessoas podem ter a visão ofuscada ao passar os olhos pelo local, causando certo desconforto.

3 – Verifique o formato das lâmpadas

A iluminação deve seguir o gosto pessoal e ser funcional. Por isso, ao comprar as lâmpadas, verifique se o material está adequado ao ambiente e outros objetos presentes no mesmo local, qual o tamanho e formato apropriados e se você gosta da forma como a luz é emitida. Lembre-se: a luz vai fazer toda a diferença na forma como você se relaciona com esse espaço!

4 – Para cada cômodo um tipo de luz

Talvez essa seja uma das dicas de iluminação mais importantes. Cada cômodo precisa de um tipo diferente de luz, dependendo da sua função dentro da casa. Veja o que usar em cada espaço:

Cozinha: Por ser um cômodo que precisa de muita luz, já que é aqui onde preparamos alimentos e até recebemos pessoas, o ideal é usar a luz branca. Ela é capaz de melhorar a visibilidade e proporcionar atenção e foco nos locais que exigem claridade – como próximo ao fogão, por exemplo.

Banheiros: Aqui, as lâmpadas refletoras devem ser evitadas, já que causam muita sombra no rosto e atrapalham na hora de se olhar no espelho para fazer a barba ou se maquiar, por exemplo. Dê preferência às lâmpadas com acabamento leitoso, para uma iluminação potente e uniforme.

Quartos e sala de estar: Nesses ambientes, as pessoas precisam de iluminação mais confortável e que varie de acordo com o momento do dia. Por exemplo: na hora de descansar, a luz pode ser mais fraca, mas para se arrumar, é melhor que seja mais intensa. O projeto pode contar com iluminação geral em tons de amarelo e pontos de luz distribuídos pelo cômodo.

Nos quartos pode ser interessante investir em um dimmer, que é um dispositivo capaz de controlar a intensidade da luz. Uma luz mais baixa tem a capacidade de relaxar ou até deixar o ambiente mais romântico!

Escritórios: Use lâmpadas claras, que proporcionem conforto visual ao trabalhar, e insira luminárias em mesas e pontos de leitura. Cuidado com as lâmpadas que causam reflexo nas telas dos computadores e prejudicam o desempenho.

Decoração com iluminação

Também trouxemos algumas dicas de decoração com iluminação que são fáceis de aplicar e proporcionam efeitos interessantes.

5 – Lustres + mesa de jantar

Na sala de jantar, use um lustre alongado sobre a mesa. Além de criar um ponto de luz interessante, ajuda a destacar essa parte da casam com sofisticação e bom gosto. No caso de mesas retangulares mais alongadas, a instalação de lâmpadas laterais auxiliares ajuda na iluminação, já que o foco do lustre é central.

dicas de iluminação

6 – Pontos de luz com abajures e spots

Nos quartos, instale um abajur no criado-mudo, criando pontos focais de iluminação. Os spots embutidos no teto de gesso, nas áreas próximas ao guarda-roupa, por exemplo, também criam efeitos interessantes e facilitam o controle de iluminação no espaço.

7 – Focos de luz em objetos de decoração

Uma boa forma de fazer a decoração com iluminação é aliar a luz com seus quadros ou outros adornos. Instale lâmpadas claras direcionadas a essas peças, tomando o cuidado de não danificá-las com o excesso de emissão de raios luminosos.

As estantes de livros também podem receber lâmpadas próprias, embutidas nas prateleiras, garantindo destaque ao móvel e dando um toque charmoso ao espaço.

8 – Luz com variação de intensidade também no quarto das crianças

Para os quartos infantis, também é muito recomendado usar um dimmer. Assim, durante o dia, você pode deixar o cômodo bastante iluminado para a criança ficar mais concentrada. À noite, diminua a quantidade de iluminação, para que ela relaxe e durma melhor.

Dicas de iluminação para apartamento

A decoração adequada de espaços pequenos pode contribuir para que eles pareçam visualmente maiores. Algumas dicas de iluminação para apartamento podem fazer o seu lar ficar mais aconchegante e bonito.

9 – Iluminação clara aumenta o espaço

A regra é semelhante a que usamos para as tintas: cores claras aumentam e as escuras diminuem. Dessa forma, em espaços como a cozinha ou o banheiro, que costumam ser menores, as lâmpadas brancas são uma opção para criar a sensação de ampliação.

10 – Crie linhas horizontais

Use lâmpadas de LED com formato horizontal e aposte em luzes em sancas e espelhos para aumentar os cômodos. Se as luzes forem mais marcadas, o efeito de ampliação é ainda melhor.

Dica bônus: não exagere!

As lâmpadas e lustres são muito bem-vindos, mas sempre com equilíbrio. No seu projeto, alie objetos maiores, como os abajures de canto e as luminárias rebaixadas, com as lâmpadas embutidas.

O excesso de pontos de luz pode deixar o cômodo apertado e até mesmo sufocante, especialmente se o ambiente for menor. O bom senso nos projetos de decoração é essencial!

Que tal usar essas dicas na sua casa nova? Conheça os imóveis à venda da Intacta Engenharia e descubra seu novo endereço, com modernidade, qualidade de vida e muitas facilidades!

Comentários

comentários