Investimento em imóveis? Conheça o ABC do mercado imobiliário

Provavelmente você já pensou em “viver de renda” ou conhece alguém que planeja ganhar dinheiro assim. O projeto de muitos brasileiros de realizar investimento em imóveis, e tirar daí os seus rendimentos, parece ser uma realidade mais fácil de ser alcançada em 2018.

O atual momento do mercado imobiliário brasileiro tem se mostrado favorável nos últimos meses para o investimento em imóveis. Com a taxa Selic mais baixa da história, houve também uma diminuição nos juros dos financiamentos de imóveis, sobretudo por parte da Caixa – maior financiadora do país. Essa decisão foi tomada justamente para aquecer o mercado imobiliário.

Tratando do cenário mineiro, trouxemos uma série de dicas para quem pretende negociar com uma construtora em Belo Horizonte e começar a fazer seus investimentos o quanto antes.

Investimento em imóveis |Quais são as vantagens e desvantagens?

O mercado financeiro possui uma série de linhas de investimento para que os investidores façam o seu dinheiro render:

  • Letra de Crédito do Agronegócio (LCA – que é uma forma dos bancos levantarem fundos para emprestarem a agricultores);
  • Fundos de investimento;
  • Tesouro direto;
  • Comprovante de Depósito Bancário (CDB – quando você deposita seu dinheiro em uma conta especial do banco e é rentabilizado por isso).

Então por que razão escolher o investimento em imóveis? Confira os prós e contras antes de tomar sua decisão.

Taxa básica de juros está mais baixa

Como dissemos, a taxa Selic chegou ao percentual de 6,5% em 2018, uma baixa histórica. Essa taxa é a base dos juros de todas as operações financeiras dos bancos. Assim, quanto mais baixa, menores são os juros pagos em uma linha de crédito, por exemplo.

Mas, ao mesmo tempo, os rendimentos das aplicações também ficam menores, o que exige que os investidores diversifiquem seus investimentos para não depender de um recurso só.

Por isso, esse é o momento ideal para investimento em imóveis. A compra terá juros menores e os retornos financeiros serão mais interessantes.

Segurança em relação às demais aplicações

Muitos especialistas consideram o investimento em imóveis como um dos mais seguros do mercado. As flutuações próprias de outros investimentos financeiros não impactam de forma tão significativa os rendimentos do imóvel.

Além disso, é uma forma de planejar e prever futuros infortúnios. Afinal, em situações de aperto financeiro, você poderá recorrer a esse bem a qualquer momento.

O ponto negativo aqui é que as oscilações econômicas podem impactar no poder aquisitivo do locatário. E isso pode gerar alguns problemas como inadimplência, dificuldade para locação, e aumento das taxas de condomínio, manutenções e itens básicos como as contas de casa. Porém, no fim das contas as vantagens sobressaem aos pontos negativos.

Variedade de imóveis no mercado

Existem todo tipo de construções para quem vai começar a fazer investimentos em imóveis. Desde apartamentos simples até casas de luxo, imóveis na planta, usados, que precisam de reforma, entre muitos outros. Vamos falar sobre cada um a seguir.

Assim, existem opções para todos os níveis de investidor e você com certeza vai encontrar uma que se encaixe perfeitamente ao seu perfil.

investimento em imoveis

Como investir em imóveis?

O investimento em imóveis demanda planejamento e organização. Antes de tudo é preciso saber quanto você está disposto a gastar e quanto espera ganhar.

Com tudo na ponta do lápis, é hora de escolher onde colocar o dinheiro. Listamos as principais opções para quem quer começar a investir no mercado imobiliário.

Fundos imobiliários

Ideal para quem tem pouco dinheiro para investir, os Fundos Imobiliários podem ser negociados com valores a partir de cerca de R$ 1 mil.

Em vez de comprar um imóvel em seu nome, o investidor fará parte de um grupo de investimento que negocia cotas de empreendimentos como edifícios comerciais, galpões, shoppings e outros. Os rendimentos são distribuídos de acordo com participação financeira de cada investidor.

Neste caso, outro risco é que esse investimento não é um imóvel em seu nome e toda a transação é administrada por terceiros.

Imóveis na planta

A compra de apartamentos na planta – negociada diretamente com a construtora, permite a flexibilização do pagamento e costuma sair mais barato do que o imóvel que já está pronto.

Além de lucrar com os aluguéis, há a possibilidade de revender esse imóvel por um valor muito mais interessante do que o investido na compra.

Como tudo, é claro, as contas devem ser detalhadas e analisadas em cada caso, levando em conta tendências do mercado financeiro e as melhores regiões para investimento em imóveis.

Aqui é preciso estar atento aos riscos. Afinal, por ser um imóvel ainda inexistente, há a possibilidade de embargo da obra por irregularidades, por exemplo, ou de reajustes inesperados, não previstos em contrato.

É preciso se atentar também à escolha correta da construtora. Pesquise e contrate uma empresa confiável, para que você não corra o risco de comprar um imóvel que será mal construído, com erros no projeto e na escolha dos materiais.

Tratando de imóveis na planta, em Belo Horizonte, por exemplo, já é possível investir no edifício Fascino, um empreendimento residencial, no Santa Efigênia, com entrega prevista para junho de 2019. Já o Zélia Cota, que possui apartamentos com acabamento em alto padrão, fica pronto ainda em 2018.

Terrenos

Sabe aqueles lotes com valores bem baixinhos que a gente vê em anúncios pouco arrojados em cartazes de rua? Eles podem valer muito no futuro.

Esse é um investimento para quem sabe e pode esperar pelos retornos financeiros, além de acompanhar tendências de valorização de cada região. Um terreno em um bairro residencial pode ser valorizado em 1.000% com a chegada de um shopping, por exemplo.

Casas antigas ou usados, em geral

Para investidores com mais recursos, uma boa opção é a compra de casas grandes e bem estruturadas ou apartamentos de luxo usados, mas que precisam de reformas.

Em função dos defeitos, o imóvel é desvalorizado e, após os ajustes adequados, ele pode valer bem mais, sendo uma forma interessante de ganhar dinheiro.

Nesse caso, fique atento a alguns detalhes, para que o investimento não saia fora do planejado. É comum observarmos, por exemplo, as famosas camuflagens de problemas, quando os defeitos são escondidos por meio de soluções paliativas e que você só vai descobrir ao longo do tempo.

É comum que imóveis antigos tenham desgastes ocorridos ao longo do tempo. Por isso, faça uma avaliação bem criteriosa antes de investir nesse tipo de imóvel.

Edifícios comerciais

Os edifícios voltados para o comércio, com diferentes tamanhos de salas e escritórios, são uma boa pedida para quem quer partir para a negociação comercial (que normalmente tem valores de aluguel mais altos) sem precisar investir grandes montantes de dinheiro.

Dependendo de onde o imóvel estiver localizado, a compra pode ser negociada com um valor competitivo e, depois, é possível alugar o espaço facilmente, com o atrativo de estar em um espaço próprio para o funcionamento de micro e pequenas empresas.

Já decidiu onde vai investir seus recursos? Se a resposta é o investimento em imóveis residenciais, conheça os empreendimentos da Intacta Engenharia. Temos edifícios em construção na cidade de Belo Horizonte, todos com acabamento primoroso e muitos diferenciais que vão te ajudar a realizar muitos negócios no futuro.

Comentários

comentários